O ex-catador de latinhas Ciswal Santos, de 31 anos, foi selecionado para estudar na Universidade Harvard, nos Estados Unidos, para desenvolver um projeto de geração de energia solar que pode ajudar milhares de pessoas. Hoje professor de ciência da computação, Santos foi catador de latinhas em Juazeiro do Norte (CE) durante quatro anos e viu no lixo a oportunidade de renda para estudar.

O projeto elaborado por ele consiste em um equipamento que pode reduzir em até 70% o consumo de energia elétrica de uma família de classe média composta por quatro pessoas. Segundo Santos, as características climáticas cearenses, de calor durante todo o ano, são ideais para a instalação das placas de energia solar, que podem ser usadas para a iluminação das residências e para equipamentos de motores menos potentes por até dez anos. 

As disciplinas de Harvard serão ministradas por plataforma on-line e o curso terá duração de 18 meses, que pode ser prorrogada pelo mesmo período. Além disso, docentes da instituição devem auxiliar no aperfeiçoamento do projeto. Ao fim dessa etapa, Santos poderá começar a angariar recursos públicos e privados para criar o equipamento de energia solar.

Para Santos, a energia solar não representa apenas uma possibilidade de ganhar dinheiro, mas de transformar a vida das pessoas: “Imagine a energia sustentável e limpa nas escolas, com placas, com disposição de eletricidade gratuita e 24 horas por dia. A redução de custos pode ser convertida para outras áreas.”

Comments

comments