A Agência da Capitania dos Portos de Tramandaí, localizada no litoral norte do Rio Grande do Sul (RS), tornou-se a organização militar pioneira no Brasil a utilizar somente a radiação solar para geração de energia elétrica. A organização instalou cerca de 75 painéis fotovoltaicas com capacidade de geração de 20 mil watts, o que proporcionará uma economia de até 95% na conta de luz.

Segundo o Comandante da Agência, capitão de Corveta Darcy da Cunha Dalbon, a estrutura será capaz de suprir toda a demanda de consumo energético do local. Além disso, deve gerar créditos de energia junto à rede da concessionária local, que estarão disponíveis para serem utilizados por um prazo de até 60 meses.

Essa instalação faz parte de uma tendência no setor de energia do Brasil, sendo que o RS já ocupa a segunda posição entre os estados brasileiros com maior número de sistemas fotovoltaicos. No caso da Marinha, a instalação das painéis começou em janeiro deste ano, depois de um estudo e um processo licitatório iniciados ainda no ano passado.

e-book gratuitoPowered by Rock Convert

O sistema instalado ocupa parte do telhado das áreas de estacionamento do local e exigiu um investimento de pouco mais de R$ 80 mil. As placas de energia solar já estão operando desde o início do mês de março, e fazem parte de um programa da Marinha Brasileira denominado Con energia.

Esse projeto visa a incentivar que as organizações militares busquem estratégias de redução de gastos que envolvam o uso de energia limpa. De acordo com o capitão Dalbon, a energia fotovoltaica, já era adotada parcialmente em outras organizações militares, mas não de forma integral: “Com a experiência de Tramandaí, novas unidades devem adotar o modelo”,  projeta.

Fonte: Jornal do Comércio

Comments

comments