Energia solar em indústrias e fábricas: confira 7 vantagens

7 vantagens de usar energia solar em indústrias e fábricas

7 vantagens de usar energia solar em indústrias e fábricas

O sonho de qualquer empresário é conseguir economizar os seus gastos mensais e, posteriormente, poder investir essa verba em outros setores do seu negócio. De uns tempos para cá, muitos gestores descobriram que isso é possível, desde que a energia solar em indústrias e fábricas se tornou uma realidade.

Para se ter uma ideia, em alguns casos, essa alternativa consegue, inclusive, diminuir as contas de energia elétrica em até 95% — mas não acaba por aí. Trata-se também de uma excelente estratégia para diminuir o impacto ambiental e fazer com que as empresas consigam se destacar, de forma positiva, no seu segmento de atuação.

Acompanhe a leitura e alcance o sucesso!

Quais as vantagens de usar energia solar em indústrias e fábricas?

As vantagens de utilizar a energia solar são muitas, mas será que você conhece todas elas? Para deixá-lo por dentro do assunto, listamos os principais benefícios em usar essa fonte limpa e renovável. Conheça.

1. Diminui as agressões ao meio ambiente

A iluminação solar é uma fonte natural, não poluente e inesgotável de energia. Por essa razão, ao investir na energia solar, as empresas conseguem diminuir o uso dos recursos naturais, esgotáveis e presentes no meio ambiente.

Para utilizar esse mecanismo nas empresas, é preciso instalar os chamados sistemas fotovoltaicos, que nada mais são do que placas capazes de captar a radiação solar e transformá-la em energia elétrica.

A boa notícia é que esses equipamentos são fabricados a partir de procedimentos industriais extremamente controlados e que não prejudicam o meio ambiente.

Isso faz com que todo esse procedimento de geração de eletricidade seja considerado altamente sustentável — ou “verde”, como alguns preferem chamar.

2. A energia solar em indústrias e fábricas gera economia de energia e dinheiro

A energia solar em indústrias e fábricas pode ser adotada por empresas de qualquer porte e setor. Atualmente, existem corporações da indústria mecânica, farmacêutica, moveleira, alimentícia e até mesmo de vestuário, que já aderiram aos sistemas fotovoltaicos.

Independentemente do nicho de atuação, essa alternativa é capaz de proporcionar, a longo prazo, uma boa economia nos custos fixos do seu negócio. Em um primeiro momento, os painéis solares apresentam um custo de investimento elevado, é verdade.

No entanto, com o passar do tempo, a conta de energia tende a diminuir drasticamente, podendo chegar a 98% em alguns casos, de acordo com a localização e o tipo de instalação realizado.

A longo prazo, toda e qualquer energia que for gerada na empresa será transformada em economia, e você não precisará se preocupar tanto com os gastos mensais referentes a eletricidade.

3. Apresenta longa durabilidade e pouca manutenção

Outra vantagem interessante é que os sistemas de energia solar apresentam longa vida útil — de cerca de 40 anos —, reduzindo, assim, qualquer despesa de manutenção. No entanto, é importante ressaltar que, para manter a sua durabilidade em dia, é preciso escolher painéis solares de qualidade e contar com os serviços de instalação de empresas especializadas no ramo.

4. Tem uma instalação prática e simples

Por falar em instalação, os sistemas fotovoltaicos podem ser colocados de forma simples em qualquer edificação, levando apenas três dias para serem instalados. Para funcionar de forma correta, eles devem ser posicionados na parte exterior do imóvel, mais precisamente, no telhado.

O diferencial é que essa instalação é simples e não interfere nas atividades dos funcionários de uma empresa. Ou seja, é possível realizá-la em qualquer horário ou dia da semana.

A melhor parte é que, por estarem nos telhados, esses equipamentos não ocupam os espaços que poderiam ser utilizados em uma fábrica ou indústria. Em alguns casos, eles também são colocados sobre os estacionamentos das empresas, funcionando como verdadeiras coberturas para os veículos.

5. Conta com incentivos fiscais

Poucos gestores e empresários sabem, mas a energia solar em indústrias e fábricas pode fazer com que recebam incentivos fiscais do governo. Tal incentivo faz parte do Programa de Desenvolvimento da Geração Distribuída de Energia Elétrica, criado em 2015. A previsão é que sejam investidos R$ 100 bi até 2030.

O seu principal objetivo é reduzir, significativamente, o consumo de energia termelétrica. Esse tipo de energia é, normalmente, distribuído para a população quando as usinas hidrelétricas estão com os seus reservatórios de água escassos e, por isso, precisam gerar energia por meio da queima dos combustíveis fósseis, como é o caso do carvão mineral, diesel e gasolina.

6. Aumenta a vantagem competitiva no mercado

Atualmente, é obrigação dos cidadãos e também das empresas preocupar-se com a preservação do meio ambiente. Quando uma corporação começa a adotar medidas sustentáveis e “do bem”, ela passa a ser vista com bons olhos pelos clientes — e até mesmo pelos investidores.

Em resumo, podemos dizer que a utilização da energia solar em indústrias e fábricas poderá destacar a sua empresa no mercado, uma vez que a sociedade perceberá que a sua organização se preocupa com os recursos naturais e está investindo em ações verdadeiras para diminuir os impactos ambientais.

Essa atitude com certeza aumentará a sua vantagem competitiva no seu segmento de atuação.

7. Ajuda a desenvolver a cultura da sustentabilidade

A pauta da sustentabilidade está cada vez mais em alta — principalmente nos espaços corporativos. Empresas de todos os portes estão investindo nesses sistemas, não somente para alcançar o sucesso no mercado, mas, também, para conscientizar a população sobre a importância de se pensar no verde.

Grandes marcas dos Estados Unidos e da Europa já estão investindo todas as suas fichas nesse mecanismo. Esse é o caso de nomes como Walmart, Johnson & Johnson e FedEx — e os números não param de aumentar.

Contudo, não são somente as indústrias renomadas que estão aderindo ao movimento. Empreendedores de pequeno porte também já notaram a necessidade de considerar ações sustentáveis dentro das suas empresas.

Com essas atitudes, as corporações conseguem desenvolver projetos eficientes, capazes de educar e conscientizar os seus funcionários e também os clientes.

Existem outras ações ecológicas que podem ser implantadas no meio corporativo, como diminuir o uso de papel e aumentar o consumo de biocombustíveis nos abastecimentos.

Seguindo essas estratégias, a cultura da consciência ambiental estará solidificada em nossa sociedade, garantindo assim, mais chances de preservação do meio ambiente, menos poluição e maior qualidade de vida para os indivíduos das próximas gerações. Vale a pena!

Como funciona a manutenção dos equipamentos?

Dúvidas bastante comuns em relação aos painéis solares estão relacionadas à frequência de limpeza das placas fotovoltaicas e quais são os outros cuidados com a manutenção desses equipamentos.

Então, vamos começar explicando as razões pelas quais os painéis ficam sujos. As placas que estão instaladas na indústria, normalmente em cima do telhado ou em áreas livres no solo, criam sujeira que vem da poeira e dos agentes poluentes.

Portanto, em grandes centros urbanos, como é o caso de São Paulo, onde o grau de poluição é bastante elevado, um painel solar pode ficar sujo antes de um ano. Caso o local de instalação seja sobrevoado por muitos pássaros e pombas, as fezes desses animais, em grande quantidade, também prejudicam a produção energética de um sistema fotovoltaico.

O prejuízo de geração da energia solar em placas solares que estão sujas acontece porque os elementos que causam as sujidades impedem que a irradiação do sol seja captada pelas células fotovoltaicas presentes nos painéis.

Isso significa que quanto mais sujas as placas, menor será a quantidade de energia produzida. Existem outros fatores que impactam na eficiência do sistema fotovoltaico, porém a sujeira realmente é uma das principais razões. A boa notícia é que esse é um problema bastante simples de ser solucionado.

Para você ter uma ideia do volume de perda energética dos painéis sujos, esse índice pode alcançar 25% da capacidade total de geração da placa solar, segundo o laboratório Nacional de Energias Renováveis dos Estados Unidos (NREL).

Já algumas empresas especializadas nesse mercado afirmam que já existem casos nos quais a diminuição da eficiência dos painéis solares chegou ao patamar de 30%. No entanto, isso aconteceu em sistemas fotovoltaicos que nunca foram limpos, instalados em localizações com baixo volume de chuvas.

Com qual frequência é aconselhável fazer a manutenção dos painéis solares?

A resposta para essa pergunta não é a mesma para todas as indústrias. Isso porque a frequência correta para realizar a manutenção em painéis solares vai depender de onde eles estão instalados.

Via de regra, aconselhamos que o procedimento de limpeza e checagem de todas as peças do sistema fotovoltaico seja feita uma vez ao ano. No entanto, indústrias que estão localizadas em regiões com baixo índice pluviométrico, é recomendável realizar a manutenção semestralmente.

Como a instalação deve ser feita?

Uma das grandes vantagens de usar energia solar em indústrias e fábricas é a facilidade na instalação do sistema fotovoltaico. Um parque fabril, normalmente, dispõe de amplas áreas, ideias para abrigarem os suportes com suas placas solares.

Alguns exemplos de espaços adequados para instalar sistemas que produzem energia solar são uma cobertura grande ou qualquer área descoberta. Existe uma tendência muito conveniente e útil, que são os estacionamentos solares.

Pode-se transformar as placas fotovoltaicas em coberturas para os automóveis que ficam parados nas vagas disponibilizadas na indústria. O lugar vai ficar com um design moderno, os carros ficarão protegidos da ação do sol e da chuva, e a captação de luz solar para produção de energia elétrica será bastante eficiente.

Antes da instalação, o processo de aquisição de um sistema fotovoltaico deve envolver a elaboração adequada do projeto, incluindo o estudo de viabilidade financeira e conformidades em relação ao suporte que será a base das placas solares.

Essa avaliação também precisa indicar quais tipos de melhorias são necessárias no imóvel, como impermeabilizar a área de instalação dos painéis. Lembre-se que cada um desses fatores impactará diretamente no nível de eficiência da sua usina solar.

Como escolher uma empresa que possa oferecer equipamentos solares de qualidade?

O investimento em um sistema fotovoltaico por parte de uma indústria ou fábrica é uma decisão extremamente relevante na busca da redução de custos empresariais. Afinal de contas, é preciso ter retorno sobre o capital investido.

Além disso, quanto maior a eficiência da geração de energia solar da sua usina, mais a organização contribuirá para diminuir os danos ao meio ambiente que as fontes não renováveis de energia causam.

Portanto, é preciso ter muita cautela quando chegar o momento de escolher o seu fornecedor dos equipamentos e serviços que envolvem a compra de um sistema fotovoltaico. A primeira pergunta que você deve fazer é se essas peças têm garantia e, consequentemente, se virão acompanhadas de suas respectivas notas fiscais.

Essa é uma questão relevante, pois é a segurança que você terá do seu ROI. Avalie se a garantia oferecida segue ou está acima dos padrões praticados no mercado.

Para que você possa ter um parâmetro de comparação, os fabricantes costumam dar 10 anos de garantia contra defeitos de fabricação dos módulos solares e 25 anos para sua performance. Já um inversor solar deve ter, no mínimo, 5 anos de garantia.

Existem empresas que conseguem praticar preços abaixo dos seus concorrentes. Tome cuidado com isso, pois é bastante provável que os painéis solares, inversores, cabeamento e demais componentes tenham qualidade e proteção inferiores a outros fornecedores do setor.

Também é imprescindível que você tenha certeza que a empresa a ser contratada comercializa as peças do sistema fotovoltaico que sejam devidamente registradas pelo INMETRO. Toda a estrutura que fará a composição dos suportes das placas solares devem ser produzidas em alumínio ou aço inoxidável.

Os fios que farão o cabeamento das ligações necessitam estarem dentro de um padrão qualitativo específico e o seu sistema precisa ter componentes de proteção à rede.

Por fim, faça uma pesquisa com atuais clientes do seu futuro fornecedor para saber qual é a opinião deles em relação ao atendimento no pós-venda. Assim, você poderá ter o cenário real de como seria o serviço caso você precise acionar a assistência técnica ou garantia dos seus equipamentos.

Não vale a pena economizar, contratando uma empresa que não tem um suporte ao cliente adequado depois que a venda for realizada. Essa é uma dor de cabeça que pode facilmente ser evitada.

Viu, só? O que não faltam são vantagens para quem decidir implantar a energia solar em indústrias e fábricas. A empresa ajuda na preservação do meio ambiente, reduz custos fixos, tem acesso a incentivos fiscais para realizar esse investimento, amplia sua vantagem competitiva e, tudo isso, com equipamentos que têm necessidades de manutenção bastante simples e baratas. Considere essa ideia você também!

Para continuar por dentro de outros conteúdos exclusivos como este, é muito fácil. Basta seguir nossa página no Facebook e você não perderá nenhum dos nossos posts!

Related Posts
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *