Microfranquias: tire suas principais dúvidas sobre o assunto! - Solarprime

Microfranquias: tire suas principais dúvidas sobre o assunto!

Microfranquias: tire suas principais dúvidas sobre o assunto!

Se você está pensando em entrar para o mundo do empreendedorismo, uma ótima opção para minimizar riscos são as microfranquias.

Neste blog post, esclareceremos as principais questões que envolvem esse tipo de negócio. Falaremos sobre o conceito de microfranquia, a diferença em relação ao modelo de franquia tradicional, seus formatos, setores e as principais vantagens desse modelo de empresa. Confira!

O que são microfranquias?

O conceito de microfranquias é definido como um tipo de negócio que é replicável por meio do modelo de franquia, com valor de investimento inicial menor ao das franquias tradicionais.

A Associação Brasileira de Franchising (ABF) determina como parâmetro para que uma franquia seja enquadrada como microfranquia o teto de investimento inicial no valor de três vezes o PIB anual médio por habitante do país. Traduzindo para cifras monetárias, isso representa cerca de R$ 80 mil.

Apesar de receber essa nomenclatura, perante a lei, as microfranquias estão sujeitas às regras e condições estabelecidas pela lei nº 8.955/94 (Lei das Franquias Empresariais) da mesma forma que as outras franquias. Isso acontece porque essa categorização é uma classificação feita pelo mercado e não pela legislação.

Em relação à operação do negócio, as microfranquias funcionam da mesma forma que as franquias. Trata-se de uma parceria entre o franqueador e o franqueado, na qual são cedidos os direitos de utilização da marca e também engloba a transferência da expertise que envolve a prestação dos serviços ou venda dos produtos.

Qual a diferença entre microfranquias e franquias?

O funcionamento das microfranquias é o mesmo das demais franquias. O que difere uma da outra é o seu tamanho e o nível de complexidade da sua operação.

Em geral, as microfranquias podem ser operadas por uma só pessoa, que pode tanto ser o próprio empreendedor ou um funcionário de sua escolha. Outro ponto importante é que diversas microfranquias não exigem nem mesmo um ponto comercial para funcionarem.

Um bom exemplo são as microfranquias de reforço escolar: o franqueado é o próprio professor, que realiza atendimento domiciliar aos seus clientes.

Em comparação com as franquias tradicionais, as microfranquias apresentam baixo investimento e um modesto custo para operar, possibilitando que os empreendedores que não dispõem de muito dinheiro para investir no negócio próprio também possam realizar o sonho de abrir uma empresa.

No entanto, ter um custo menor de investimento e operação não significa que as microfranquias sejam um tipo de empresa com baixa rentabilidade. Afinal, se o franqueado for empenhado e dedicado, quando bem apoiado pelo franqueador, ele pode ter uma lucratividade muito satisfatória.

Quais são os formatos e setores?

Levando em consideração que a busca por qualidade de vida pelas pessoas cresce a cada dia, o sonho de muitos aspirantes ao empreendedorismo é poder abrir um negócio que permita que o trabalho seja feito dentro da sua própria casa. Por isso, diversas microfranquias operam no formato home office, também chamado de home based.

Outro formato bastante visto no segmento de microfranquias, além do home office, são os modelos com necessidade de estrutura pequena para suas unidades, o que reflete em custos operacionais baratos.

Em relação ao mercado de atuação, apesar de não ser uma regra, a maioria das microfranquias estão inseridas no setor de prestação serviços locais. Diversas franqueadoras que optam por expandir seus negócios com o modelo de microfranquias consideram que essa escolha é mais vantajosa do que investir na abertura de unidades próprias.

A justificativa é que um franqueado encara sua própria empresa de uma forma completamente diferente a que um funcionário o faria.

Claro que implantar um plano de expansão com colaboradores também pode dar muito certo, mas, via de regra, um franqueado se sente mais responsável pela prestação de serviços, o que impacta diretamente no nível de satisfação dos clientes, que tende a ser bem maior.

Também existem no mercado diversas empresas do setor de comércio que têm como estratégia de expansão o modelo de microfranquias.

Quais as principais vantagens das microfranquias?

Abaixo, reunimos para você os principais benefícios que envolvem a abertura de uma microfranquia.

Baixo investimento inicial e menor risco

Com certeza, um dos benefícios mais atrativos de uma microfranquia é o baixo valor de investimento para a abertura do negócio. Esse aporte inicial reduzido permite que pequenos investidores consigam entrar para o mercado de franquias, podendo alcançar ótimos resultados.

Com isso, podemos afirmar que uma microfranquia é considerada um investimento de baixo risco, quando comparada às franquias tradicionais.

Rápido retorno

Por ter um baixo investimento inicial, o empreendedor consegue recuperar o dinheiro aplicado na abertura de uma microfranquia com maior agilidade do que em franquias maiores. Sendo assim, investir em uma microfranquia traz um retorno financeiro satisfatório.

Quando o empreendedor aposta em uma marca que já está consolidada no mercado, com uma estrutura bem definida, ele receberá todo o suporte e capacitação que necessita para que a sua microfranquia cresça de maneira saudável.

Alternativa para a crise

As microfranquias são vistas como uma alternativa para driblar a crise econômica no Brasil, visto que contam com investimento inicial reduzido e com a segurança da baixa probabilidade de fracasso.

Dessa maneira, o modelo oferecido pela microfranquia, que contempla baixa complexidade e alta objetividade, é uma ótima opção para quem escolher iniciar sua jornada no mundo do empreendedorismo em tempos de recessão.

Matéria-prima e insumos a preços imbatíveis

No caso das microfranquias, a franqueadora tem o interesse em manter o padrão de qualidade oferecido em toda sua rede. Por essa razão, sistemas de gestão e insumos costumam ser comprados com fornecedores comuns ou parceiros.

A vantagem para o franqueado é que a construção de relacionamentos confiáveis com os fornecedores fica sob responsabilidade do dono da marca e não do microfranqueado.

Afinal, a partir do momento que você adquirir uma microfranquia, você terá mais garantias em ter tudo o que necessita, quando precisar e por um valor muito menor do que conseguiria se fosse abrir seu próprio negócio de forma independente.

Lembre-se de que uma rede de franquias detém maior poder de compra, pois o volume adquirido permite que a negociação com o fornecedor atinja um patamar muito atrativo quanto aos custos.

Neste blog post, explicamos para você que uma franquia é considerada microfranquia quando o investimento inicial fica abaixo de R$ 80 mil. Apesar da maioria das franquias desse tipo serem de prestação de serviço, também existem marcas de venda de produtos inseridas neste segmento.

Por fim, você conferiu os principais benefícios de abrir uma microfranquia. Entre eles, o baixo valor para abrir o negócio e a maior agilidade para ter de volta o dinheiro aplicado.

Quer saber mais sobre o nosso projeto de microfranquias, que oferece alta rentabilidade, baixo investimento, dentro do mercado que mais cresce no setor de energia? Então, acesse o nosso site e conheça nosso modelo de negócios!

Related Posts
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *