Gestão de negócios: tudo o que você precisa saber sobre o assunto! - Solarprime

Gestão de negócios: tudo o que você precisa saber sobre o assunto!

Gestão de negócios: tudo o que você precisa saber sobre o assunto!

Sem uma gestão de negócios eficiente, é impossível ter sucesso no seu empreendimento.

Alcançar crescimento e solidez em uma empresa é possível. Porém, para isso, o primeiro passo é entender tudo sobre como administrá-la da melhor forma.

Por isso, escrevemos este pequeno guia sobre gestão empresarial.

Qual a importância de gerir adequadamente seu negócio e as boas práticas a serem aplicadas? Quais são os erros que jamais podem ser cometidos?

Invista alguns minutos do seu tempo para adquirir conhecimentos indispensáveis na sua carreira empreendedora. Boa leitura!

O que é gestão de negócios?

A gestão de negócios é um grupo de ações estratégicas utilizadas na empresa, englobando seus ativos financeiros, estruturais e humanos. Toda organização tem como objetivo central crescer e melhorar seus resultados. O cenário competitivo atual é composto por muito dinamismo e constantes mudanças, sendo imprescindível ter uma gestão empresarial eficiente. Assim, as orientações e tomadas de decisão impactarão positivamente a corporação.

Essa é uma prática que deve existir em empresas de todos os tamanhos, seja num pequeno negócio ou numa multinacional. Afinal de contas, um empreendedor de sucesso precisa ser competente quando o assunto é gestão de negócios.

Portanto, podemos afirmar que gestão de negócios nada mais é do que a administração da sua empresa. Desde o planejamento de vendas, até as funções dos colaboradores ou a motivação do seu time. Ou seja, se você comanda o seu negócio, você é um gestor.

Ainda assim, é importante ressaltar que gerenciar um empreendimento não significa apenas ocupar o lugar mais alto no organograma organizacional. Esse é apenas o primeiro passo, é algo superficial.

Como gerenciar um empreendimento

Imagine que o seu negócio é uma máquina. Nesse caso, o gestor é quem fica encarregado pelo seu funcionamento, enquanto seus colaboradores são as peças desse maquinário.

Não adianta só ir lá e apertar o botão de liga/desliga. É necessário conhecer o funcionamento dessa máquina, cuidando para que nenhuma de suas partes deixe de funcionar. É claro que problemas acontecem e a máquina pode precisar de manutenção. Então, o gestor a conserta.

Em um país como o nosso, apesar de toda a burocracia, cada vez mais as pessoas decidem abrir uma empresa. Infelizmente, muitas acabam fechando as suas portas. O que garantirá a longevidade da sua organização será, justamente, a gestão de negócios eficiente. Afinal de contas, uma boa administração possibilita que uma peça fundamental seja elaborada: o planejamento.

Uma boa gestão controla a eficiência e a produtividade, para que os objetivos traçados sejam alcançados. Seja qual for o modelo de gestão adotado em sua empresa, a meta do gestor precisa ser uma só: manter todos os colaboradores unidos e motivados em direção ao mesmo propósito.

Quando os principais conceitos da gestão de negócios são aplicados na prática, a empresa é capaz de seguir em frente. Manter o foco no compromisso, engajamento, organização e entrega é a receita perfeita para o empreendedor que busca grandes resultados.

Qual a importância de uma boa gestão de negócios?

Fazer uma gestão de franquia eficiente traz diversos benefícios para sua empresa. Para isso, é importante que alguns fatores primordiais sejam observados.

Informações

Um bom gestor deve estar sempre atento a tudo que acontece ao seu redor. Hoje em dia as coisas mudam muito rápido e estar bem informado é fundamental para evitar surpresas desagradáveis.

As informações precisam ser compartilhadas com rapidez dentro da empresa.

É claro que nem todas as informações devem ser divididas. Disseminar tudo o que você sabe pode comprometer a inteligência competitiva do negócio. O conhecimento deve ser preciso e atualizado e as decisões devem ser ágeis para refletir na qualidade dessas medidas.

Conhecimento

Saber administrar todo o capital de uma empresa é uma tarefa de extrema relevância no mundo dos negócios. Vivemos em um mundo altamente competitivo, com novas tecnologias surgindo a todo momento.

Aprimorar o conhecimento ao gerir uma empresa é cuidar do capital intelectual da organização. Este capital é responsável por agregar valores à companhia, permitindo que o empreendedor inove e esteja à frente da concorrência. Administrar o conhecimento, cria uma visão mais ampla a respeito do processo de elaboração da estratégia no negócio.

O capital intelectual, apesar de ser algo intangível, vale muito para qualquer organização.

Por isso, cada vez mais empresas têm implantado novos conceitos de conhecimento em seu modelo de gestão. Administrar esse tipo de capital é crucial, pois o empresário produz grande parte do valor do seu negócio dessa forma. As vantagens serão percebidas na análise dos indicadores de desempenho, assunto que abordaremos mais para frente neste texto.

Inovação

A inovação é uma qualidade essencial para um gestor com perfil visionário. Dominar as estratégias inerentes ao mundo dos negócios, incluindo as competências comportamentais, impacta diretamente no desempenho da gestão de negócios.

O gestor deve estar atento não só a seu ramo de atuação, mas a tudo que acontece ao seu redor. Assim, será mais fácil se adaptar a mudanças e treinar todos os seus funcionários.

Cabe ao gestor desenvolver ideias criativas e inovadoras para superar os momentos de crise e transições econômicas.

Persistência

É a capacidade de permanência ao longo do tempo. Qualidade intrínseca a todo bom gestor de negócios. É conseguir manter o foco e não deixar que nada abale a sua busca pelos objetivos traçados.

Confiar na sua competência e habilidade em administrar a empresa é primordial para atingir as metas estabelecidas.

Um líder persistente tem em si a eficiência e eficácia como características inabaláveis, sendo sempre acessível e participativo. Ele acredita no que está fazendo, vê propósito na sua missão e sabe se adaptar às mudanças do caminho.

Relacionamento

Ninguém chega a lugar nenhum sozinho na vida. E dentro de uma empresa essa máxima não poderia ser mais verdadeira. Portanto, uma equipe com bom relacionamento interpessoal é vital para que sejam registrados índices satisfatórios de produtividade. Para isso, um ponto crucial é saber trabalhar bem a comunicação interna.

O papel do líder é extremamente importante no relacionamento entre todos, pois ele é o exemplo a ser seguido. Ser democrático e saber ouvir a opinião dos seus funcionários é crucial nesse aspecto.

É preciso encontrar equilíbrio com respeito à hierarquia para que não haja uma desarmonia na administração da empresa.

Liderança

Uma boa gestão de negócios só é possível quando conta com líderes capacitados. Líderes que conseguem liderar e motivar seus liderados a realizarem com eficiência suas atividades.

Essa é a melhor maneira de alcançar os objetivos que foram planejados pela organização.

O perfil de uma liderança democrática é aquele que incentiva, ensina, auxilia, delega e toma decisões pensando em conjunto. Ele também permite que seus colaboradores contribuam, participem e façam sugestões. O verdadeiro líder pratica a persistência em seus propósitos, participação, foco nos resultados e a busca pela satisfação dos clientes.

Quais são os princípios básicos de uma boa gestão de negócios?

A gestão de negócios segue princípios básicos que, apesar de óbvios, ainda não fazem parte da administração de muitas empresas. Isso acontece, principalmente, com as empresas familiares.

Ao abrir uma franquia não é diferente. É preciso que sejam adotadas novas práticas estratégicas para profissionalizar a gestão e garantir a rentabilidade do negócio.

Quais são as melhores práticas para fazer uma gestão de negócios eficaz?

Abaixo, abordaremos algumas melhores práticas para que você tenha eficiência na sua gestão de negócios.

Conheça a sua empresa

Antes de mais nada, você precisa conhecer a sua própria empresa. Sem isso, fica impossível planejar estratégias eficientes para servirem como base das ações e tomadas de decisão.

Compreender os processos do dia a dia e as responsabilidades de cada colaborador é importantíssimo para entender este cenário.

Já falamos sobre o valor do capital intelectual de uma organização. Uma empresa funciona fundamentada em informação. Por essa razão, acumular a maior quantidade de conhecimento possível sobre o seu negócio é indispensável.

Mapeie os gargalos e as principais vantagens que te permitam entender como o seu empreendimento está em meio ao mercado.

Preste atenção no mercado

Mais do que conhecer a sua empresa, você precisa saber como funciona o seu mercado. Entender quais são as datas de maior volume de vendas e outras informações estratégicas para projetar o seu negócio.

O comportamento do mercado impacta fortemente na elaboração da sua estratégia. O administrador deve investir em inovações e implementar as mudanças necessárias para se manter à frente dos concorrentes.

Entenda os seus clientes

Uma empresa só existe por ter produtos ou serviços que suprem a necessidade de alguém.

Afinal, se ninguém comprar o que ela tem a oferecer, não há negócio que perdure. Por essa razão, uma boa gestão de negócios engloba a total compreensão dos seus clientes. Tenha sempre canais de comunicação abertos para ouvi-los. Assim, você estará sempre atualizado em relação aos desejos e dores de seu público-alvo.

Entender os clientes capacita a administração da organização para traçar estratégias focadas na venda dos seus produtos ou serviços. Além disso capacita o gestor a entender os pontos de melhoria e as ações para encantar os consumidores.

Tenha um bom planejamento financeiro

Uma das principais finalidades da administração de empresas é gerenciar suas finanças. O bom gestor deve entender todos os números relativos à operação do negócio. Quais são as despesas, receitas, impostos e outros valores que façam parte da movimentação do caixa.

O melhor a fazer é buscar alguma ferramenta que auxilie o gestor nas atividades de controle do fluxo de caixa. Sem essa gestão, as decisões podem ser comprometidas por um cenário irreal.

Quais são os erros mais cometidos na gestão de negócios?

Se você não está conseguindo alcançar os objetivos traçados para a sua empresa, com certeza existem erros no gerenciamento do negócio. Abaixo, listamos as principais falhas que podem ocorrer.

Não ter um sistema de gerenciamento

Esse tipo de sistema norteia a organização, pois registra todos os detalhes operacionais e dos procedimentos. Todas as informações estratégicas devem ser inseridas em um software de gestão. Isso facilitará o acesso aos dados para que o empreendedor tome decisões com base na realidade do seu negócio.

Não registrar todas as operações realizadas

Registrar as operações auxilia a tarefa de controlar a empresa. Dessa maneira, as compras são feitas sem desperdício e você sabe exatamente os valores que entraram e saíram do caixa.

Para que o seu sistema de gerenciamento seja útil, você precisa ter certeza que todas as operações estão sendo devidamente registradas.

Não conhecer o estoque de mercadorias

Se você não controla as mercadorias do seu estoque comece agora mesmo.

Afinal, como é que você vai conhecer o giro dos seus produtos sem que um inventário seja feito? As principais consequências de não conhecer o estoque de mercadorias são compras inadequadas e atrasos na entrega. Pois, você pode acabar percebendo a falta de um produto tarde demais.

Não estabelecer um valor fixo de pró-labore

Os sócios de uma empresa precisam definir um valor para o pró-labore, nome dado à sua retirada fixa mensal.

Para isso, devem acordar se a quantia será a mesma para todos ou proporcional ao investimento de cada um. É uma atitude simples, mas que evita buracos no caixa e brigas entre os sócios.

Não separar despesas pessoais dos sócios das contas da empresa

Isso é muito comum de acontecer, principalmente em micro e pequenas empresas. Os donos do negócio usam a conta jurídica para pagar suas despesas ou comprar itens pessoais. Misturar gastos pessoais com os da empresa prejudica muito o controle financeiro, por causa da distorção que ocasiona.

Não fazer um demonstrativo de resultados

O demonstrativo de resultados é o instrumento usado para monitorar como anda a empresa. Quando feito corretamente, ele fornece ao empreendedor um raio x completo da operação. Este indicador mostra se o negócio é lucrativo ou não, além de mostrar os motivos disso.

Como fazer uma gestão de negócios eficiente?

Agora, chegou a hora de explicar como você pode implantar uma gestão realmente eficiente no seu negócio.

Mantenha as finanças controladas

Para gerir o orçamento da empresa eficientemente, o empreendedor precisa setorizar a operação do negócio. Essa é a chave do sucesso para que o orçamento seja distribuído de maneira correta entre todos os departamentos. 

Analise as demandas do marketing para implantação de ações voltadas a atração e fidelização dos seus clientes. Identifique as requisições do departamento financeiro para que a empresa possa continuar crescendo. Avalie junto aos colaboradores do RH os recursos necessários para a folha de pagamento e assim por diante.

Faça um planejamento estratégico

O planejamento estratégico empresarial é imprescindível para o crescimento sustentável da organização. Esse plano precisa ser composto por todas as ações, objetivos e metas traçados a curto, médio e longo prazo. É por meio dele que a empresa buscará expandir suas operações, utilizando diferenciais competitivos.

Otimize processos

Para que uma empresa funcione de maneira eficiente, seus processos precisam ser bem elaborados. Caso isso não seja feito, o resultado virá em forma de prejuízo financeiro, de qualidade e de tempo. Por isso, otimizar processos é uma das práticas mais importantes da gestão de negócios.

Sua equipe aumenta os índices de produtividade e rentabilidade da organização, além de entregar uma melhor experiência para o cliente final. Entenda o funcionamento desses processos e as razões pelas quais eles fazem parte da operação do negócio.

Defina os indicadores de desempenho mais importantes

Um gestor só é capaz de mensurar o quanto sua empresa está sendo eficiente com o uso de indicadores de desempenho. Os números gerados pelos indicadores estabelecidos auxiliam a tomada de decisão.

O uso de indicadores de desempenho financeiros, por exemplo, possibilita que o gestor saiba se os recursos estão sendo investidos corretamente. Um indicador importante para essa função é o ROI (Return Over Investment).

Procure não cometer um erro comum e evite cair na tentação de querer mensurar muitos dados, pois é bem provável que você, como gestor, perca o foco da análise, dificultando sua interpretação. Portanto, pare e pense com cuidado nos fatores que realmente fazem a diferença no desempenho da sua empresa.

Analise e mensure tudo

Analisar e mensurar os resultados é uma forma de entender o cenário atual da empresa. Dessa maneira, o administrador consegue fazer a análise conjuntural, estudando se isso está aderente ao seu negócio. Além disso, a mensuração de resultados também auxilia a criação de metas desafiadoras, para motivar a equipe em atingi-las.

Quais são as principais ferramentas de gestão?

Por fim, vamos abordar quais as principais ferramentas de gestão para você implantar em seu negócio.

Ciclo PDCA

Tem como objetivo a redução dos custos operacionais, compreensão dos lucros e aumento da satisfação do cliente. Traduzindo para o português, as letras significam planejar, executar, analisar e corrigir. Essa ferramenta é aplicada constantemente, buscando melhorias contínuas. Ela produz um controle eficaz dos processos internos e externos, além de padronizar dados e minimizar falhas.

Análise SWOT

É uma das mais usadas, essencial para as etapas de descoberta e avaliação do planejamento estratégico. Essa análise identifica as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças do empreendimento, ajudando a qualificar os objetivos organizacionais. Com a análise SWOT, é possível saber em que patamar está a empresa tanto internamente como em relação ao seu setor de atuação e concorrentes.

KPIs

É fazendo uso dos KPIs (Key Performance Indicator) que você conseguirá fazer a mensuração dos objetivos e metas traçados pela direção, identificando se eles estão sendo alcançados ou não. Vale ressaltar que os KPIS são diferentes de métricas.

As métricas fornecem dados que mostram apenas uma parte do negócio, não sendo suficientes para o pensamento estratégico do gestor. Os KPIS, por sua vez, têm sua origem nas métricas, mas com eles o empresário é capaz de compreender seu negócio como um todo, avaliando riscos, mensurando e analisando resultados, bem como identificando tendências.

Plano de negócios

Trata-se do detalhamento do objetivo da empresa, etapa a etapa, de maneira simplificada, prática e concreta. Aqui, você deve descrever as metas do negócio e quais serão as ações tomadas para alcançá-las. O propósito desse plano é minimizar riscos e incertezas para administrar uma franquia.

Essa leitura permitiu que você tivesse acesso às principais informações sobre como fazer uma gestão de negócios eficiente. Agora, você já sabe que uma empresa mal administrada não tem chances de manter as portas abertas operando no lucro. Por isso, chegou a hora de tirar a teoria do papel e aplicar as dicas deste guia na sua rotina de trabalho.

Pesquise quais as opções de sistemas de gerenciamento são mais adequadas para a sua organização, relacione os indicadores de desempenho a serem implantados, certifique-se que nenhum erro está sendo cometido e faça uma gestão de negócios eficiente.

Para ter acesso a mais conteúdos exclusivos sobre empreendedorismo, assine a nossa newsletter e não perca nenhum post!

Related Posts
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *