7 dicas de gestão de fornecedores essenciais para adotar no seu negócio - Solarprime

7 dicas de gestão de fornecedores essenciais para adotar no seu negócio

7 dicas de gestão de fornecedores essenciais para adotar no seu negócio

Abrir uma empresa no Brasil pode ser desafiador. Afinal, depois de toda burocratização, você precisa ganhar mercado e se manter nele. Para tal, é preciso ganhar a confiança dos clientes e atendê-los de forma adequada. Mas como fazer isso, quando você não tem uma gestão de fornecedores de qualidade? 

No post a seguir, saiba o que é essa gestão e por que é tão importante. Veja também as 7 dicas que separamos para você aplicá-la e como a falta dela pode impactar muito o seu negócio. Boa leitura! 

Gestão de fornecedores: como funciona e por que é importante 

Para começar, é preciso entender que a gestão de fornecedores é um processo complexo e contínuo. Ou seja, não se relaciona apenas a escolher os melhores fornecedores. Na verdade, ela envolve diversos processos, que estão interligados, como: 

  • a pesquisa por fornecedores que atendam o seu negócio e possam oferecer um bom custo-benefício; 
  • a definição de quem serão os seus fornecedores; 
  • todos os aspectos do relacionamento com eles; 
  • o monitoramento de tudo o que eles devem entregar a você, até que seja cumprido e aprovado. 

Dessa forma, é quando ela funciona bem que o seu negócio consegue continuar. Por isso, ela é tão importante e deve ser feita com cuidado. Afinal, qualquer erro em um dos processos pode comprometer o seu estoque, a sua logística e, consequentemente, o produto final para o consumidor. 

7 dicas para a sua gestão de fornecedores dar certo  

Para que a gestão possa funcionar, é preciso seguir alguns cuidados, a fim de melhorar todo o processo e deixá-lo de acordo com ambas as partes. Veja a seguir 7 deles, que separamos para você!  

1. Defina os objetivos da parceria 

Antes de contratar alguém como fornecedor, é preciso que você defina no quê essa pessoa pode ajudar a sua empresa. Ou seja, do que você precisa, quanto e quando. Dessa forma, você saberá se as metas que estabeleceu poderão ser cumpridas. 

2. Escolha bons fornecedores 

Escolher bons fornecedores é uma forma de diminuir os riscos do processo. Ou seja, nesse tipo de relacionamento, confiança é fundamental. Portanto, é importante seguir alguns passos para garantir que o fornecedor em vista é a escolha ideal: 

  • visite a empresa; 
  • verifique se há processos judiciais; 
  • pesquise referências; 
  • compare orçamentos; 
  • saiba de onde vêm os insumos; 
  • monitore todo o processo de entrega; 
  • entenda o custo de todo o processo para avaliar mais do que o preço. 

3. Organize os processos internos 

Cada empresa tem sua própria forma de funcionar e de se organizar. Portanto, em um relacionamento B2B, é fundamental que os processos da parceria sejam organizados, de forma a coincidir com os procedimentos internos das empresas. 

Para isso, é importante falar com o fornecedor como a sua empresa procede e saber como ele também funciona, para encontrar esse ponto em comum. Por exemplo, na questão do pagamento, para que ele entregue o que você precisa no prazo e receba na data necessária. Nesse caso, você pode ter que fazer algum ajuste no seu departamento financeiro. 

4. Analise os canais de comunicação 

Um bom fornecedor sempre está disponível e domina todas as informações sobre seus insumos. Portanto, esse é outro ponto que você deve ter atenção. Além de promover um contato facilitado com você, o colaborador da empresa parceira deve saber informar em qual etapa está a sua encomenda ou como responder a suas dúvidas. 

5. Mantenha um bom relacionamento 

Não é porque você é o cliente, que tudo sairá como quer ou porque o fornecedor tem os insumos que tudo será do jeito dele. Nesse caso, é importante que as duas partes invistam em manter um bom relacionamento, entrando em um acordo comum sobre tudo. Dessa maneira, a parceria pode durar a longo prazo. 

6. Atente-se à logística 

Entre os aspectos que você deve avaliar, a logística é um dos principais. Afinal, você deve garantir que seus insumos sigam padrões de qualidade, estão armazenados corretamente e serão manipulados com cuidado, para que cheguem íntegros e adequados para você. 

7. Invista em automação 

Outra boa forma de fazer uma boa gestão de fornecedores é investir em automação, por um sistema ERP, que integra todos os departamentos de sua empresa, otimiza os processos internos e lhe dá informações importantes, como dados de estoque. Assim, você pode definir com mais precisão os insumos que precisa, onde alocá-los em sua empresa e quando precisará deles. 

Além disso, outra forma de otimizar ainda mais os processos é procurando integrar o seu sistema de estoque com o fornecedor. Dessa forma, você pode fazer pedidos online, trocar informações e acompanhar a logística de entrega dos insumos. 

Como a falta da gestão de fornecedores impacta o seu negócio 

Falamos que a falta da gestão de fornecedores pode impactar seriamente o seu negócio, mas como? Veja alguns pontos principais, a seguir! 

Ficar sem estoque 

Ficar sem estoque é um problema gravíssimo para qualquer empresa. Pense, por exemplo, em um restaurante sem os insumos para preparar o cardápio: não seria possível atender aos clientes como gostariam. Dessa forma, eles teriam uma má impressão de que o estabelecimento não cumpre com o que promete. 

Por isso, além de fazer pedidos e compras no prazo certo, é importante garantir que os fornecedores vão entregá-lo na hora, principalmente quando se trata de produtos perecíveis e usados diariamente. 

Não cumprir prazos de entrega 

Sem insumos para você produzir o seu produto ou revender, você também não pode cumprir prazos de entrega para outros clientes. Por exemplo, uma loja de roupas que revende suas peças, não pode entregar grandes encomendas, se não receber o estoque da fábrica, o que compromete sua credibilidade e seu rendimento. 

Comprar itens fora do padrão de qualidade 

Sem uma boa gestão, você aumenta o risco de adquirir itens fora do padrão de qualidade determinado ou em mau estado de conservação. Dessa forma, pode ficar preso em processos de troca demorados e ainda oferecer ao consumidor final um produto quebrado ou de péssima qualidade, o que, posteriormente, trará custos para a sua empresa

Perder tempo 

Quando o fornecedor é ruim, você pode perder muito tempo resolvendo problemas, em vez de focá-lo em outras necessidades de seu negócio. Dessa forma, é o gasto de um recurso importante, que também pode trazer prejuízos para você. 

Independentemente do tipo de negócio que você tem, é fundamental fazer uma boa gestão de fornecedores. Com ela, você garante a qualidade do seu produto, a satisfação do consumidor e também pode conseguir parcerias a longo prazo. Dessa forma, logo pode ganhar reconhecimento em sua área e expandir seus negócios

Gostou do post e está no setor de energia solar? Descubra como escolher um bom fornecedor para você

Related Posts
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *