Conheça os 5 principais riscos de abrir uma empresa - Solarprime

Conheça os 5 principais riscos de abrir uma empresa

Conheça os 5 principais riscos de abrir uma empresa

Ter o próprio negócio é uma forma de ser livre para tomar decisões, fazer o que gosta e aproveitar as várias oportunidades de um mercado. Porém, também é preciso lidar com os muitos riscos de abrir uma empresa. Afinal, eles não só podem atrapalhar sua abertura e funcionamento, bem como levar a sérios prejuízos para você. 

No post a seguir, saiba como é desafiador abrir um negócio e conheça 5 dos principais riscos. Veja também como a franquia consegue minimizá-los. Boa leitura! 

Abrir uma empresa: um processo desafiador e arriscado 

Segundo o Sebrae, no Brasil três em cada dez empresas da modalidade MEI encerram suas atividades em até cinco anos. Já em relação às microempresas, a falência é de 21,6% e 17% para empresas de pequeno porte. 

Isso se dá por diversos fatores. No caso dos MEIs, existe uma grande facilidade de abertura e fechamento. Além disso, muitos que começam suas empresas têm pouca ou nenhuma experiência com gestão. Somando-se ao fato da dificuldade de obter crédito, isso faz com que o negócio não dê certo. 

Já em negócios maiores, além de haver mais burocracia, também existem pessoas mais preparadas para administrar um negócio, o que faz com que ele dure por mais tempo e cresça. 

Tudo isso indica quão arriscado e desafiador é o processo de começar um negócio. Afinal, independentemente da categoria, tudo começa com fatores básicos que, se não forem controlados, podem impedir o sucesso. 

Os 5 principais riscos de abrir uma empresa  

Os riscos de abrir uma empresa são vários, mas separamos 5 principais que você precisa conhecer, a fim de se preparar para a abertura e, posteriormente, conseguir fazer o seu negócio a crescer. Descubra quais são a seguir! 

1. Incertezas do mercado 

As incertezas de um mercado específico e da situação econômica de um país sempre existiram, e podem influenciar em cada aspecto da abertura de uma empresa. Sendo assim, é importante entender o cenário, a fim de saber quando e como abrir um negócio

Contudo, também é fundamental ter atenção às oportunidades. Ou seja, não se deixar desanimar pelo que parece ruim num contexto geral, mas ter dados e saber encontrar quais áreas podem oferecer uma boa chance, especialmente se você não sabe no que empreender

2. Problemas com os sócios 

Muitos negócios começam em sociedade, seja por necessidade ou porque duas ou mais pessoas têm um interesse em comum. Porém, especialmente quando se tem muita gente envolvida, existe um grande risco de que a empresa tenha problemas ou não seja o que você procura. Afinal, são diferentes pessoas querendo tomar decisões. 

Nesse sentido, se for realizar algo em sociedade, é importante que haja um relacionamento de respeito e equilíbrio entre os participantes, com todos buscando um objetivo em comum. 

3. Riscos financeiros 

Os riscos financeiros interferem diretamente em tudo o que uma empresa precisa. Afinal, sem dinheiro sequer é possível começar. Nesse caso, ele pode ocorrer por falta de capital, erros no fluxo de caixa ou até mesmo por financiamentos de crédito que deu errado.  

Sendo assim, cada decisão financeira precisa ser feita de forma racional, respeitando as necessidades da empresa, a fim de que ela possa ter recursos para crescer. Além disso, é importante atenção a um compromisso de longo prazo, como um financiamento, que deve ser feito apenas se você tiver certeza de que o valor pago não será maior do que pode assumir. 

4. Falta de conhecimento e planejamento 

Não só com MEIs, mas em empresas maiores, a falta de conhecimento e planejamento é um grande risco. Isso porque não adianta começar um negócio, abri-lo e ir conhecendo-o aos poucos. Antes, é preciso que você saiba aspectos importantes de seu funcionamento, mesmo que seja para acompanhar o trabalho de uma equipe especialista. Sendo assim, é preciso estudar, pelo menos um pouco de: 

  • gestão de negócios
  • gestão de equipes; 
  • aspectos jurídicos de seu setor; 
  • marketing; 
  • atendimento ao público; 
  • finanças. 

Além disso, é preciso ter um plano de como começar a atuar, com previsões e metas claras, bem como recursos suficientes para esse período. 

5. Excesso de autoconfiança 

Muitas pessoas têm tanta certeza sobre o sucesso de seu negócio e se prepararam tanto, que acreditam que nada pode dar errado. Isso é importante, mas até certo ponto. Afinal, o excesso de autoconfiança pode fazer com que um empresário não enxergue que está cometendo erros e insista em práticas que podem prejudicar a empresa a curto e longo prazo. 

Sendo assim, é importante confiar que seu negócio pode dar certo, mas enxergá-lo de forma racional, analisando indicadores e resultados, a fim de saber se o seu planejamento de fato é eficaz. Além disso, é importante não ter orgulho e aceitar mudanças, se forem necessárias. 

Como a franquia evita os riscos de abrir uma empresa 

Como você viu, os riscos de abrir uma empresa são diversos. Mas existe um modelo de negócio que pode minimizá-los: a franquia. Afinal, ela conta com diversas vantagens e pode ser o melhor caminho para quem está começando. 

  • São marcas consolidadas de empresas fortes em seu segmento e que têm dados reais sobre o cenário do setor, o que diminui as incertezas do mercado. 
  • Geralmente é aberta apenas por uma pessoa, que pode optar por diferentes tamanhos de negócio e recebe todo o apoio da franqueadora, sem necessidade de sócios. 
  • Antes de começar a franquia, você recebe um documento com o valor que deverá investir e as perspectivas que pode ter de gastos, o que minimiza os riscos financeiros. 
  • O franqueador oferece todo suporte e treinamentos para você aprender o seu know-how de sucesso. Assim, você começa com um conhecimento sólido sobre a empresa e seu setor, que pode ser expandido com estudo e troca de experiências com outros franqueados. 
  • Com a franquia em um formato consolidado, suas expectativas se mantêm em um cenário real, o que impede que o excesso de confiança surja, fazendo você tomar decisões baseadas em sentimentos e sem fundamentos sólidos de dados. 

Além disso, esse modelo de negócio oferece muitas opções para explorar áreas com grande potencial. A Solarprime, por exemplo, é a maior rede de franquias de energia solar do Brasil. 

 Atendendo a diversos tipos de projetos de energia e com uma equipe especializada, oferecemos diversos modelos de negócios, que você pode começar com baixo investimento e sem conhecimento específico em instalação de painéis solares. Assim, você lida com um público que cada vez mais pensa na energia solar como solução para suas vidas e atua em um mercado com rentabilidade cada vez mais crescente. 

Empreender é muito bom, mas é preciso atenção aos riscos de abrir uma empresa para que ela comece bem e continue crescendo. Para isso, é importante escolher modelos de negócio com boas oportunidades, como as franquias. Minimizando os riscos, elas oferecem chances em vários negócios, como é o caso da Solarprime. Assim, você tem um modelo consolidado, uma marca reconhecida e a vantagem de atuar em um mercado crescente. 

Quer saber mais como ser franqueado da Solarprime? Fale com a gente

Related Posts
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *