Crise energética: esclareça as principais dúvidas sobre o assunto! - Solarprime

Crise energética: esclareça as principais dúvidas sobre o assunto!

Crise energética: esclareça as principais dúvidas sobre o assunto!

A crise energética é um problema mundial que vem se tornando cada vez mais grave. Isso acontece devido ao crescimento da população, além dos avanços rápidos da tecnologia somados à má administração da energia. Por consequência, isso gera impactos tanto na vida dos cidadãos como nas empresas, mas principalmente no meio ambiente.

No Brasil, a situação é evidente desde o apagão de 2001 até a inflação das contas de luz, que teve início em 2015. O problema continua existindo e é extremamente necessário compreendê-lo para tomar as medidas cabíveis e evitar uma futura ruína.

Quer entender como esse caso influencia na sua vida? Então continue lendo este post para saber mais sobre essa crise.

O que é crise energética?

Ao redor do mundo, as grandes civilizações cresceram a partir de combustíveis não renováveis e poluentes, derivados do petróleo. Assim, eles se enraizaram em um grande modelo autodestrutivo.

Desde o grande “boom” iniciado pela Primeira Revolução Industrial, o uso dessa fonte de energia foi descontroladamente alto, gerando a escassez atual, além de toda a poluição desencadeadora de mudanças climáticas.

Um pouco diferente da situação descrita acima, o Brasil não tem sua energia baseada em derivados do petróleo, mas principalmente em hidrelétricas, que é uma fonte limpa. Entretanto, a água é um recurso intimamente dependente dos fatores climáticos.

Um ótimo exemplo disso é a situação da crise hídrica no sudeste brasileiro em 2014, que gerou diversos efeitos negativos na população. Isso tudo, sem mencionar a má administração e distribuição das próprias usinas.

Qual a situação nacional e mundial?

Os resquícios do grande apagão de 2001, somados aos problemas das faltas de chuva de 2014, geraram um dos níveis mais baixos dos reservatórios de hidrelétricas na história do país. Com as usinas sendo responsáveis por mais de 60% da produção energética do país, a situação é realmente crítica.

Uma das medidas tomadas pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), em 2015, foi o sistema das bandeiras tarifárias, que repassou gastos extras na geração de energia para a conta dos consumidores.

A situação é parecida no mundo inteiro: a crise já foi prevista há anos e está cada vez mais perto de um colapso. Especialistas da área estipularam projeções sobre o aumento da demanda de matriz elétrica mundial pelos próximos 15 anos e apontam que uma ampliação e diversificação das fontes energéticas não só é recomendado como extremamente necessário.

Como as empresas podem evitar?

Em meio a todos esses fatores, a busca pela otimização do uso da energia é uma das principais preocupações dos empresários nos dias de hoje. Por isso, separamos algumas dicas simples e úteis para aplicar em sua empresa. Veja algumas delas!

Invista nas alternativas de iluminação

Trocar as lâmpadas comuns por um sistema de LED e investir em cores claras na pintura do teto ou paredes são boas opções na eficácia da iluminação do ambiente. Isso reduz o total da conta de energia no fim do mês e ainda deixa o local mais agradável.

Outra alternativa é optar pelo uso de energia solar. Ela é uma fonte energética limpa e abundante na maior parte do país, além de possuir diversas vantagens para empresa. Vale a pena o investimento!

Cuide do ar-condicionado

Faça sempre a limpeza dos filtros e das entradas dos aparelhos. Quando a manutenção é feita regularmente, a necessidade de energia para manter o bom funcionamento é menor. Se possível, invista na circulação de ar natural. Afinal, janelas e claraboias são ótimas tanto para ventilação quanto para iluminação.

Faça a manutenção das máquinas

Atente-se ao prazo de manutenção dos aparelhos de sua empresa e acompanhe sempre o gasto energético. Certifique-se de que as tomadas não estão superaquecendo e se não há pequenas sujeiras nos motores que diminuem a eficiência das máquinas.

Como visto, a crise energética não é um problema apenas atual. Ela já foi prevista e alertada há anos, mas sempre foi deixada de lado, exceto quando acontece algo drástico — como o caso do apagão. Dessa forma, a conscientização é fundamental para evitar maiores problemas, que podem estar muito perto de acontecer.

Conseguiu esclareceu suas dúvidas sobre a crise energética neste post? Então não deixe de compartilhar nas suas redes sociais e fazer sua parte na conscientização!

Related Posts
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *