Energia solar é cara? Esclareça esse e outros mitos sobre o assunto - Solarprime

Energia solar é cara? Esclareça esse e outros mitos sobre o assunto

Energia solar é cara? Esclareça esse e outros mitos sobre o assunto
O mercado de energia solar cresce a cada ano no Brasil. Em 2021, por exemplo, o país ultrapassou a marca de 10 GW de geração solar fotovoltaica, incluindo tanto usinas quanto sistemas de geração distribuída. Nesta última, nota-se a importância da participação de residências e setores comerciais para o alcance dessa potência. Porém, muitas pessoas ainda se sentem em dúvida sobre a instalação de seu sistema, pensando que energia solar é cara. No post a seguir, confira como ela funciona e quais são suas vantagens. Além disso, saiba os principais mitos que circundam o assunto e por que é fundamental desmistificá-los. Por fim, descubra como a Solarprime pode ajudar você a ter seu próprio sistema e aproveitar os benefícios dessa fonte de energia limpa. Boa leitura!

Como funciona a energia solar?

Dentre os tipos de energia que podem ser gerados na natureza, um dos que mais se destacam é a energia solar. Isso porque é uma fonte disponível para todos e contínua, sendo necessária apenas a infraestrutura para sua captação e conversão, algo que pode ser feito em qualquer país. Além disso, é uma fonte renovável potente, que se tornou uma das melhores alternativas para se alcançar um mundo sustentável. De forma geral, todo o processo começa com o sistema de módulos fotovoltaicos. Eles captam a luz do sol e a convertem em uma corrente contínua. Depois disso, a corrente passa por um inversor e é transformada em corrente alternada. Com isso, a energia é usada para as mais diversas finalidades. Por sua vez, seu excesso retorna à rede da companhia elétrica. Ao usá-la, a companhia emite créditos solares para a unidade geradora, que são descontados de sua conta de energia elétrica, no sistema on-grid.

Benefícios da energia solar

Os benefícios da energia solar são altamente valorizados, por alcançarem diferentes setores na sociedade. Por exemplo, com ela é possível ter um negócio, como no caso da franquia, ou ainda gerar muitos empregos e investimentos. Nesse aspecto, desde 2012, foram abertas mais de 300 mil vagas no setor e mais de R$50 bilhões foram investidos no setor privado, segundo a ABSOLAR. Para você, os benefícios também não ficam atrás nesse tipo de investimento. Veja alguns deles a seguir!

Economia

Energia solar e economia andam de mãos dadas. Ou seja, como você verá adiante, achar que energia solar é cara não corresponde ao que realmente acontece. Isso porque existe a questão do investimento, mas também do retorno, o que resulta no excelente custo benefício da energia solar, que você pode comprovar calculando o ROI. Outro aspecto importante é que a energia convencional está ficando mais cara, além de houver riscos de ficar indisponível, por causa das secas cada vez mais graves, que interferem nos níveis de água das hidrelétricas. Sendo assim, além de aprender qual o melhor horário para economizar energia, contar com a fonte solar é uma forma não só de usar créditos para pagar menos, como também desafogar o sistema.

Sustentabilidade

A sustentabilidade do planeta é um assunto cada vez mais discutido, inclusive, por causa de acontecimentos recentes, que nos fazem pensar o quanto somos dependentes de alguns recursos e como eles estão sendo usados. Um exemplo, foi o apagão no Amapá, ocorrido em 2020 e que deixou a maioria do estado sem energia por quase um mês, em plena pandemia de COVID-19. Por essa razão, investir em seu próprio sistema solar também é uma forma de contribuir para a redução de gases poluentes na atmosfera, além de diminuir o uso de fontes tradicionais, que podem ser muito dependentes de fatores como a chuva ou ter sistemas frágeis, que podem trazer muitos danos.

Sistema independente

Se você precisa da energia solar fotovoltaica em um ponto distante da cidade, é completamente possível acessá-la pelo sistema off-grid. Nesse caso, ele não está conectado à rede, mas sim a baterias ou outros sistemas de armazenamento. Assim, elas armazenam energia solar e a convertem para uso, funcionando enquanto houver carga.

Diversas aplicações

Outra vantagem do uso de energia solar é a sua aplicação diversificada. Ou seja, ela pode ser usada para alimentar diferentes sistemas, nos mais diversos objetos e para diversas finalidades, como:

Valorização do imóvel

Ligado ao conceito de sustentabilidade, outro benefício de investir em energia solar é a valorização de um imóvel. Isso porque, além da questão ecológica, uma pessoa que compra uma casa com o sistema receberá benefícios em sua conta de energia, sem a necessidade de fazer o projeto do zero. Por isso, quem vende pode considerá-lo como benfeitoria.

Versatilidade

O crescimento de energia solar se deu principalmente por sua versatilidade de implantação. Isso porque além de poder ser instalado em residências, lojas e no setor industrial, ele também permite a fácil ampliação, caso você queria mais módulos ou precise trocá-los. Além disso, é possível atuar de diversas formas na geração de energia:
  • geração para consumo no local;
  • geração em um local, mas que atende a outras unidades consumidoras distantes, desde que dentro da mesma área;
  • geração compartilhada, na qual muitas pessoas se unem para produzir energia juntas e abastecer suas unidades consumidoras.

Manutenção

Outra boa vantagem de investir na energia solar é que a manutenção é básica, levando décadas até que seja necessário substituir alguma placa solar do sistema, por exemplo. Afinal, forma geral, ele pode durar cerca de 25 anos.

Quais são os mitos sobre energia solar?

Se você está pensando em aproveitar os benefícios dessa fonte, mas ainda não sabe como escolher o sistema de energia solar ideal, é importante ter atenção aos mitos que circundam seu uso. Assim, será possível realmente entender como o processo funciona e averiguar se o investimento vale a pena para você. A seguir, confira a desmistificação das principais questões sobre energia solar, começando pela pergunta principal: se energia solar é cara.

A energia solar é cara?

Se você já ouviu algo como “Ah, não vale a pena, a energia solar é cara”, saiba que esse é um dos principais mitos que impedem uma pessoa de aproveitar todas as vantagens dessa fonte. Isso porque é preciso considerar diversos aspectos para pensar em seu custo-benefício, não apenas valores isolados. Para começar, precisamos falar dos custos de um sistema. Em 2012, quando o interesse por energia solar se tornou maior, o preço do mega watt-hora correspondia a US$ 100. Quase dez anos depois, esse custo caiu para US$ 20, um valor abaixo de todas as outras fontes, com exceção da eólica. Já em relação a equipamentos, uma residência que paga cerca de R$350 de energia, teria seu sistema solar custando por volta de R$30 mil, em 2012. Hoje, esse valor seria a metade. Ou seja, com a popularização dos sistemas, os custos têm caído cada vez mais e beneficiado mais pessoas, não apenas de classes mais elevadas. Com isso, muitas pessoas que antes não conseguiriam, atualmente têm acesso, fazendo com que a ideia de que energia solar é cara fique defasada nesse ponto. Outro fator a se observar é que estamos falando de um sistema que retorna o investimento. Portanto, qualquer valor a ser pago nele, retornará para você na redução da conta de energia, uma economia que pode chegar a 95%. Afinal, a maior parte dos sistemas é ligada na rede elétrica, o que gera créditos. Dessa forma, uma vez pago, você ainda terá muitos anos de lucro até chegar ao período mínimo em que o sistema começa a ter necessidade de ser atualizado. Por exemplo, dependendo de seu consumo, potência gerada e, claro, da incidência solar, o payback pode ocorrer no período de 3 a 8 anos. Como os painéis tendem a durar, no mínimo, 25 anos, você teria 17 anos de lucro; o que também elimina a ideia de que energia solar é cara e não compensa.

Os painéis solares exigem muita manutenção?

Outro mito é que, por ser um sistema que leva em conta a tecnologia, os painéis solares exigiriam muitos cuidados, o que também poderia levar à ideia de que energia solar é cara. Mas isso não é verdade. Uma vez que se investe nos painéis e tudo é feito com a correta instalação, eles ficarão no melhor local de incidência solar da área escolhida, geralmente o telhado. Porém, ao longo do tempo e por estarem expostos, haverá o natural acúmulo de sujeira, poeira e, inclusive, poluição. Por isso, a manutenção regular é uma forma não só de limpá-los, mas também de checar se tudo está funcionando como deveria. Afinal, a poeira pode impedir a incidência solar, afetando até 20% da produção de energia. Entretanto, apesar de ser feita com frequência anual, ela não dá trabalho e seu custo não é elevado. Geralmente realizada de 6 em 6 meses, ou 4 em 4 meses, se a região for muito seca, esse processo pode corresponder a 0.5% do investimento inicial. Nesse caso, esse valor se refere ao custo de chamar uma empresa especializada que cuide dos painéis. Aliás, isso é importante para que todo o manuseio seja feito conforme as orientações indicadas pelo fabricante. Assim, nenhum componente corre risco de ser danificado; e você também conta com uma equipe especializada, que fará tudo com segurança. Outro ponto é que na manutenção especializada são feitas ações preventivas, como a limpeza, mas também preditivas, como a checagem dos painéis e a medição de eficiência. Nesse processo, também é possível realizar a manutenção corretiva, caso o rendimento esteja abaixo do esperado.

Energia solar só serve para aquecimento de água?

A resposta é não. Na verdade, o processo de aquecimento de água é relativamente diferente. Afinal, nele os módulos captam o calor, que é usado para aquecer a água. Já no sistema fotovoltaico, eles estão ligados à rede da companhia elétrica e transformam a captação solar em corrente elétrica, que vai para a caixa de energia. Dessa forma, a energia gerada pode ser usada para alimentar qualquer equipamento, inclusive eletrodomésticos. Nesse sentido, você também pode usá-la para o funcionamento de sistemas de aquecimento que, eventualmente, vão aquecer a água. Por exemplo, em piscinas aquecidas.

Os painéis só funcionam ligados à bateria?

Assim como o mito de que energia solar é cara, muita gente pensa que eles só são ligados a sistemas de armazenamento. Isso pode ocorrer no modelo off-grid. Porém, a maioria se liga à companhia de energia elétrica. Dessa forma, é possível contar com a energia solar normalmente, além de ter de respaldo a energia elétrica, caso o seu sistema não consiga sozinho sustentar todo o consumo da casa. Outro ponto importante é que você pode produzir muita energia e ajudar a produção da companhia. Assim, em troca da sua energia, ela fornecerá créditos que diminuirão a sua conta em até 95%. Aliás, esse número só não é zerado porque você paga um custo mínimo pelo uso do sistema.

Os painéis não produzem energia solar no inverno ou em dias nublados?

Outro mito. Em dias nublados ou no inverno, o calor é menor. Porém, isso não faz diferença para os painéis fotovoltaicos, que funcionam, na verdade, por causa da radiação. Ou seja, mesmo sendo uma radiação menor, devido à interferência das nuvens ou do ângulo da terra no inverno, você continuará produzindo energia. Aliás, exatamente por isso, os painéis são sempre voltados para o norte, na direção do Equador, no Hemisfério Sul; e para o sul, também no rumo do Equador, no Hemisfério Norte. Assim, podem captar o máximo de incidência solar. Além disso, é importante observar que à noite, sim, os painéis não estão produzindo energia solar, exatamente por causa da ausência do sol. Por essa razão é que o sistema é ligado à energia convencional, para você usá-la à noite, ou ainda, às baterias, no caso do off-grid. Entretanto, já existem pesquisas em andamento, a fim de criar um painel solar que possa resolver essa questão e funcionar à noite.

A energia solar não é segura?

Os painéis solares são completamente seguros, tanto que são desenvolvidos para durar décadas e não quebrar facilmente, para aguentar impactos, como galhos de árvore e para resistir ao granizo, conforme cada fabricante. Além disso, no caso da manutenção, se você seguir devidamente as orientações no manuseio dos painéis, ou mesmo contar com uma equipe especializada, não haverá nenhum risco de choque ou qualquer ocorrência que comprometa a sua segurança. Nesse caso, para que o sistema seja mais seguro e eficiente, uma das opções mais realizadas é a instalação no telhado.

Os painéis estragam o telhado?

Não. Os painéis são projetados para serem leves e não sobrecarregarem os telhados. Além disso, eles favorecem o contrário. Afinal, quando o telhado é exposto ao sol e intempéries, é ele que recebe os impactos e se desgasta mais facilmente. Já no caso de ter painéis, são eles que captarão essa energia solar e protegerão o telhado de outros fatores. Outro ponto positivo é que, com isso, a sua casa pode ficar mais fresca. Afinal, ela é poupada do calor direto, já que os painéis fazem sombra nas telhas.

Morar em prédio torna a instalação de energia solar inviável?

De forma alguma; a instalação de painéis solares em condomínios verticais é totalmente possível. Porém, necessita alguns cuidados. Por exemplo, você não pode simplesmente comprar painéis solares e instalá-los na sacada, pois dificilmente teriam a incidência necessária de luz solar. Sendo assim, o método mais utilizado é a instalação em terraços ou até estacionamentos. Já instalação em fachadas também é possível, mas não muito comum. Ou seja, é preciso que haja um acordo entre todos os moradores, já que a energia poderá ser usada para atender toda a comunidade. Além disso, será feita a análise adequada para compreender quantos painéis solares serão necessários, a fim de suprir a quantidade de energia que o prédio gasta.

Não é possível instalar painéis em casa alugada?

A instalação em casa alugada é completamente possível. Porém, como toda alteração nesse tipo de residência, você precisará da devida autorização do proprietário. Assim, poderá seguir com o processo normalmente. Já em relação aos créditos solares, eles estarão em seu nome e não no do proprietário, afinal esse registro é feito no nome do titular da conta de energia elétrica da companhia.

“Mas e se eu mudar”?

Se você mudar de casa, não haverá problema algum. É claro que os painéis solares são feitos para ter alta durabilidade e segurança. Por isso, são bem fixados em uma estrutura completa em seu telhado. Contudo, eles são peças removíveis. Portanto, você pode levá-las para outro lugar. Nesse caso, é essencial que você contrate uma empresa especializada para fazer a remoção com segurança e, posteriormente, a instalação em uma nova casa. Além disso, é preciso atenção à regularização. Ou seja, a concessionária precisa ser informada que você está retirando o sistema daquela residência e instalando em outro local. Nesse caso, o processo pode demorar a ser feito, dependendo dos prazos burocráticos dessa companhia. Já se for mudar de estado, vale a pena investigar com meses de antecedência como funciona a ligação dos painéis na rede dessa nova concessionária. Afinal, é um processo novo e pode ser que você precise providenciar documentos ou até algum tipo de estrutura. Com isso resolvido, é só aproveitar as vantagens do programa de créditos.

A instalação é muito demorada?

A instalação em si dos painéis solares não é muito demorada, levando poucos dias para cumprir etapas como:
  • preparação do local para adequar o projeto estimado;
  • instalação de suportes dos painéis;
  • fixação de trilhos nos suportes;
  • encaixe das placas solares;
  • conexão de cabos;
  • instalação de um inversor por um eletricista, além da conexão do sistema à concessionária.
Contudo, o que acontece é que, antes destas etapas, é preciso pensar o projeto e autorizá-lo. Ou seja, você deve entrar em contato com uma empresa especializada e pesquisar a viabilidade da instalação onde você deseja. Com isso, ela definirá toda a parte técnica para que o projeto seja feito. Além disso, o sistema deverá ser homologado com a concessionária que atende a localidade, a fim de gerar os créditos solares. Isso significa que, depois do projeto pronto, essa é a fase que pode demorar algumas semanas, até que seja liberada a instalação.

Por que fazer seu projeto de energia solar com a Solarprime?

Pensar que a energia solar é cara pode fazer com que você perca muitas oportunidades de utilizá-la. Sendo assim, agora que você já desmistificou todos os pontos falsos sobre esse processo, pode seguir tranquilamente com seu projeto de usar as fontes solares para atender a sua casa, comércio ou outras localidades. Mas para isso, você vai precisar de uma empresa especializada, como a Solarprime. Sendo a maior rede de franquias de energia solar do Brasil, contamos com unidades em todos os estados do país e Distrito Federal, para que você crie seu projeto de energia solar onde for. Além disso, somos especialistas nos mais diversos tipos de instalação:
  • residencial;
  • comercial;
  • industrial;
  • rural.
Outro ponto importante é que contamos com uma equipe de mais de 100 engenheiros, com sistemas homologados nas principais companhias de energia do Brasil, para que você conte com um suporte de qualidade e seguro para a sua instalação. Para você, outra vantagem é que oferecemos consultoria gratuita, para que você possa entender realmente o que precisa em um sistema de energia solar, com todos os detalhes necessários para tomar a melhor decisão. Muita gente pensa que energia solar é cara, apegando-se a mitos que são falsos e ajudam a passar ideias antigas sobre o sistema. De fato, hoje, com o crescimento crescente dessas fontes, tanto os equipamentos diminuíram de preço, quanto surgiram várias outras vantagens para adotar esse sistema, como a geração de créditos solares e a durabilidade dos painéis. Assim, você pode faz um investimento que terá retorno a longo prazo, mas criará uma margem de lucro ainda maior, durando décadas. Dessa forma, você vai economizar muito mais e confirmar que instalar painéis solares vale a pena. Gostou do artigo? Fale com a gente e saiba como a Solarprime pode dar vida ao seu projeto de energia solar!
Related Posts
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *